• André Tafner

A quinta geração da internet móvel – 5G


A tecnologia 5G está dando seus primeiros passos, principalmente em território nacional devido a problemas na implementação, um deles é o custo elevado. Entretanto, o Brasil enfrenta um empasse para a concessão de sinal, pois, por mais que empresas de telefonia sinalizaram testes com o 5G DSS, ainda não houve o primeiro leilão de frequência, que está previsto para ocorrer ainda esse ano. No artigo de hoje vamos abordar sobre essa nova tecnologia móvel que vem sendo muito discutida e as promessas de mudanças que ela traz.


O 5G:

Dando continuidade a evolução da internet móvel, a quinta geração da internet móvel ou como popularmente conhecemos por 5G é a promessa de conexões mais rápidas e estáveis simultaneamente, ou seja, o maior número de usuários de internet móvel, conectados ao mesmo tempo, com uma conexão sem lentidão ou perda de sinal, além disso, o 5G vem com a promessa de taxas de downloads e uploads mais altos, podendo chegar até 10 vezes mais do que possuímos hoje.

Entretanto, o 5G não trata apenas de internet móvel em smartphones com normalmente pensamos, sua proposta é muito mais ampla, pois hoje em dia contamos com automóveis com internet integrada e até mesmo eletrodomésticos com recursos de conectividade com a internet, o 5G tem como proposta conectar todos esses aparelhos simultaneamente através de um amplo espectro de rádio.


Como funciona o 5G:

O que sabemos sobre a funcionalidade do 5G é que ele ira operar em faixas de frequências mais elevadas reduzindo a latência da conexão. Segundo estudos, a quinta geração de internet móvel irá operar com faixas acima de 3,5 GHz (Gigahertz), resultando em uma amplitude maior, uma vez que o comprimento de suas ondas seria menor, permitindo que os tamanhos das antenas de telecomunicação sejam reduzidos a pequenas para ampliar a quantidade, o que resulta em uma área de cobertura mais ampla. Contudo, as operadoras de telefonia que deram um passo rumo à tecnologia, para operar o 5G no Brasil, durante essa fase de teste será via compartilhamento dinâmico de espectro (DSS), através de faixas de frequências cedidas pelas tecnologias de 3G e 4G.


Velocidade do 5G:

De acordo com a Qualcomm (empresa fabricante de chips), espera-se que o 5G atinja velocidades mais elevadas do que o atual 4G. Em média o 4G mais rápido opera com taxas de 45 megabits por segundo, partindo desse pressuposto, a empresa acredita que a nova tecnologia atinja velocidades de navegação e download, inúmeras vezes maior do que a do 4G, chegando perto de 20 gigabits por segundo.


Quais as vantagens da implantação 5G?

A implantação da tecnologia 5G pode trazer diferentes vantagens para o desenvolvimento econômico e tecnológico de um país, pois, sabemos que atualmente tudo está conectado, pensando nisso listamos abaixo alguns critérios que foram estabelecidos pela empresa de comunicação mobile Global System for Mobile Communications (GSMA):


Redução no consumo de energia: especula-se que as redes 5G devem consumir até 90% a menos de energia que as redes de 4G. Pois, a rede 5G opera com conexões estáveis. Reduzindo não só o consumo de bateria dos dispositivos, como também, o consumo de energia para alimentar os modens.


Taxa de latência: as redes de 5G irá responder o comando dado pelos usuários de dispositivos móveis em menos de cinco milissegundos.


Área de cobertura: com a tecnologia 5G o número de dispositivos conectados por metro quadrado pode chegar até 100 vezes maior do que a rede atual.


5G e as Fake News:

Existe muita desinformação sobre o 5G, envios massivos de notícias falsas carregando teorias da conspiração em que a nova tecnologia seria a causadora da pandemia de coronavírus. Essa associação se dá após a China lançar propagandas do 5G e em pouquíssimo tempo à pandemia estourar em território Chinês e mundial. Com o avanço da pandemia e o todas as teorias da conspiração criadas a cerca da temática, empresas de telecomunicação da Ásia e Europa em que o sinal de 5G já está em funcionamento se tornaram alvos de uma rede de Fake News e tiveram suas antenas queimadas em forma de boicote. De acordo com o presidente da Qualcomm, o preço pela desinformação pode ser altíssimo, levando a uma exclusão econômica. É valido ressaltar que a tecnologia 5G não é a precursora da pandemia de coronavírus. Muito pelo contrário, a adoção da nova tecnologia trará novos recursos para área da saúde.


Quais setores se beneficiariam com a chegada do 5G no Brasil?

O impacto que o 5G pode causar positivamente no país ainda é incalculável, contudo, há previsão de três grandes áreas que teriam forte impacto da tecnologia 5G:


Indústria de telefonia: um dos maiores beneficiários, se não o maior, seria a indústria de telefonia, pois, com alta estabilidade e baixa latência, realizar reuniões por chamadas de vídeo ficaram cada vez mais estáveis, tornando-se flexível as tomadas de decisões no setor empresarial, impactando diretamente em um aumento considerável de trabalho em regime home office.


Saúde: o 5G seria um forte aliado para saúde, pois, novos recursos tecnológicos surgiriam o atendimento e monitoramento remoto de pacientes, além de inovações no setor farmacêutico.


Indústria do agronegócio: áreas rurais serão beneficiarias com a chegada do 5G e, consecutivamente o avanço do agronegócio também, com novas tecnologias e aumento de produtividade no campo.


Mas afinal, quando chega o 5G no Brasil?

Como mencionado anteriormente, a tecnologia 5G está dando seus primeiros passos, principalmente em território nacional devido a problemas na implementação, um deles é o custo elevado. Entretanto, o Brasil enfrenta um empasse para a concessão de sinal, pois, por mais que empresas de telefonia sinalizaram testes com o 5G DSS, ainda não houve o primeiro leilão de frequência, que está previsto para ocorrer ainda esse ano.

4 visualizações

(15) 3217-8933 / 3329-8933

©2020 por blog.tafner.net.br. Orgulhosamente criado com Wix.com