Automação Robótica de Processos – RPA


É notório que nos últimos anos a presença da tecnologia nas empresas teve um crescimento exponencial, isso porque, a cada ano, os avanços tecnológicos podem beneficiar o processo produtivo nas empresas, isso é, as crescentes inserções de recursos tecnológicos em formas de ferramentas nas empresas, auxiliam-nas em diferentes aspectos, principalmente, no desempenho e aumento de produtividade.

Como a tendência tecnológica visa sempre expandir-se, cada vez mais, recentemente surgiu um conceito voltado para a tecnologia da informação aplicada nos diferentes segmentos das empresas, o Robotic Process Automation. Esse novo conceito, quando empregado nos mais diversos setores da empresa, tem como premissa busca por melhores resultados.

Portanto, no artigo de hoje, vamos explorar o que é o RPA e suas principais aplicações. Boa leitura!

Mas afinal, o que é RPA?

RPA é a sigla da palavra de língua estrangeira Robotic Process Automation, cuja tradução livre é Automação Robótica de Processos. De modo geral, pode-se dizer que RPA é o uso de softwares especializados para automatizar as tarefas diárias dentro de um determinado setor da empresa, ou seja, são os famosos “robôs de software” ou “bots”.

Sendo assim, podemos dizer que RPA são softwares que utilizam robôs virtuais, é daí que vem o nome robô de software, visando interagir com programas utilizados em cada estação de trabalho, de forma automatizada, comumente são utilizados pelas estações dos setores administrativos para executar as tarefas.

Ademais, essa inovação tecnológica foi desenvolvida para auxiliar no processo de tarefas rotineiras, ou seja, a aplicação RPA está designada a realizar tarefas repetitivas em determinada estação no setor, tarefa essa, que antes era realizada pela equipe de colaboradores da empresa. Com a automação robótica de processos, o índice de produtividade da estação pode aumentar substancialmente.

Como funciona a automação robótica de processos?

Em um primeiro momento, pode dar a sensação que a premissa da RPA é o processo de mecanização – inserção de do uso de ferramentas e sistemas mecânicos para reduzir o trabalho físico realizado em determinada empresa. No entanto, a RPA trata-se do uso de robôs virtuais que visam a automatização, ou seja, é uma ferramenta cujo objetivo é auxiliar o trabalho humano nas tarefas repetitivas. Essa aplicação pode ser inserida em diferentes estações de trabalho, desde as mais simples como a inserção de dados em documentos, e as mais complexas, como estações de atendimento ao cliente e resolução de problemas.

Comumente, a RPA é utilizada nos setores administrativos, de modo a visar a automatização do sistema de interação e transferência de dados, tal como, preenchimento de planilhas, por exemplo, para que a aplicação de RPA possa executar as tarefas rotineiras, o robô virtual irá trabalhar na mesma interface de usuário que os colaboradores da empresa, desse modo, ele conseguirá realizar as tarefas da qual for designado, tal como, copiar, colar, preencher e selecionar dados específicos.

Sabe-se que a RPA é subdivida em duas categorias que atuam de modo distinto, sendo elas: robôs virtuais assistidos e robôs virtuais não assistidos.

Os robôs virtuais assistidos atuam localização comumente em uma estação específica de trabalho, de modo a realizar tarefas da linha de frente (front-office), essa categoria da RPA é executada sob supervisão humana, e pontuais intervenções, no entanto, também podem ser acionada por eventos no sistema. Em contrapartida, os robôs virtuais não assistidos realizam a manipulação de dados em segundo plano, ou seja, nos servidores secundários (back-end), outra diferença dessa categoria de RPA é que ela não precisa de supervisão humana para realizar as tarefas que as forem designadas, sendo assim, elas são acionadas para entrar em execução através de sua programação.

As aplicações de RPA são executadas a partir de robôs virtuais, esses robôs nada mais são que uma série de algoritmos programados para realizar tarefas rotineiras, no que lhe concerne, antes eram realizadas por ações humanas, ou seja, os algoritmos realizam as interações realizadas fisicamente. No entanto, essas interações ainda permeiam ações simplificadas, como dito anteriormente, contudo, capazes de otimizar as tarefas.

Sendo assim, sem o uso da RPA, seria necessário que os colaboradores da empresa realizassem as tarefas rotineiras de modo manual, como, por exemplo, preencher planilhas, etc. Já com a inserção da automação robótica de processos na estação de trabalho, o próprio robô virtual ficara designado a tratar os dados daquela estação.

Vale citarmos que esse processo de automação robótica na integração de sistemas, pode ser executado em qualquer plataforma, visto que, a RPA não atua diretamente no código desses sistemas, mas sim, como uma cópia ou reflexo das ações de comando executadas que uma pessoa faria.

Todavia, o uso de robôs virtuais tende a evoluir para algoritmos cognitivos, sendo assim, com os avanços tecnológicos, futuramente as aplicações de RPA poderá replicar as ações humanas, tal como, a análise de situações e a tomada de decisões, através do uso de outras tecnologias, como, por exemplo, machine learning e inteligência artificial.

Exemplos de aplicações da RPA

Há diversas aplicações para a RPA, principalmente acerca da sua funcionalidade, por exemplo, é possível executar algoritmos de RPA em fluxos de trabalhos; gravação de fluxo de trabalho, com integração a aplicativos e sistemas de negócios, entre outros, a seguir, separamos uma lista dos exemplos de aplicações dessa tecnologia nas estações de trabalho.

  • Automatização no processo de cobranças - é possível implementar a RPA nos processos de cobranças de clientes e até mesmo para comunicação entre a empresa e seus consumidores, através do envio de e-mails automáticos, registros de atualizações, verificação de pedidos e histórico dos clientes, estão entre as principais tarefas aplicadas a esse setor.

  • Automatização de cálculos complexos - também é possível automatizar as tarefas designadas a realizar cálculos matemáticos complexos da empresa, de modo a reduzir falhas humanas, apontando como uma estratégia eficiente para ampliar os resultados da empresa.

  • Lembretes/notificações - através da RPA é possível programar o envio de notificações automáticas aos clientes, tornando-se quase nula a possibilidade esquecimento ou perda de prazos.

  • Relatórios - a aplicação de RPA também consegue confeccionar relatórios dos mais diversos tipos, através da junção de dados em um determinado arquivo, de modo a otimizar o tempo que um colaborador teria que dispor para confeccionar o mesmo.

  • Gestão de dados - o uso de automação robótica de processos pode proporcionar um aumento exponencial na eficácia na gestão de dados, visto que, o uso de robôs virtuais pode fazer com que o planejamento da empresa se torne mais efetivo e confiável.

  • Monitoramento de servidores - nessa estação de trabalho, o papel da RPA é auxiliar na reconfiguração ou reinicialização automático do servidor, quando o mesmo apresentar problemas, de modo, aplicar RPA nesse segmento ajuda a empresa a manter-se operando, evitando riscos de inatividade e ainda reduzir custos operacionais.

Quais as principais vantagens em utilizar a automatização robótica de processos?

Agora que possuímos mais familiaridade com a temática, vamos ver quais vantagens essa tecnologia compete as empresas que desejam utilizá-la:

  • Aumento significativo de produtividade - os robôs virtuais podem desenvolver tarefas repetitivas mais rápido que o ser humano, além disso, os bots podem trabalhar em alto desempenho com enormes quantidades de dados;

  • Padrão de qualidade - por ser programado, os robôs virtuais vão entregar sempre o mesmo padrão de qualidade das tarefas desenvolvidas;

  • Redução de erros - novamente, por ser previamente programado, os robôs virtuais seguem um roteiro, resultando assim, na ausência de risco de erros ao executar a tarefa;

  • Redução de custos - os robôs virtuais podem atuar em tempo integral, ou seja, podem produzir mais, o que eleva a redução de custos e proporciona maior produtividade.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo