Empresas distribuídas – A tendência do trabalho híbrido pós pandemia.


Antes da pandemia de Covid-19 se alastrar pelo Brasil, segundo um levantamento realizado pelo IBGE, cerca de 3,8 milhões de brasileiros já trabalhavam de maneira remota, ou seja, era uma realidade adotada por poucas empresas.

No entanto, quando a pandemia chegou ao Brasil e começou a se alastrar, o cenário precisou mudar rapidamente. A maioria das empresas teve que, do dia para noite, pensar em uma estratégia para tentar barrar a proliferação do vírus, manter os funcionários seguros sem que o rendimento diminuísse. Segundo a pesquisa realizada pela Fundação Instituto de Administração (FIA), 46% das empresas de pequeno, médio e grande porte, aderiram ao trabalho remoto como estratégia para continuar as atividades com segurança.


A adoção do trabalho remoto foi ao nível global, fazendo com que, empresas reavaliassem as necessidades e perspectivas para o futuro do trabalho. Hoje, quase três anos após a aderência pelo home office representa mais de 11% dos brasileiros empregados, no entanto, há uma tendência crescente acerca da perspectiva de trabalho híbrido.

No artigo de hoje, vamos abordar sobre a tendência das empresas distribuídas que usam a modalidade de trabalho híbrido para atender suas demandas, uma das tendências para o mercado esse ano. Boa leitura!


Qual o conceito de empresas distribuídas?

Como o próprio nome é sugestivo, o conceito de empresas distribuídas consiste em um modelo de trabalho fragmentado, difundido. Como, por exemplo, uma empresa possui um time de colaboradores, onde cada colaborador ou grupo de colaboradores estão espalhados em lugares diferentes, de modo a atender as demandas da empresa de onde eles estiverem.


Esse conceito permite que os colaboradores desenvolvam sua rotina de trabalho de qualquer lugar, seja na sede da empresa, em escritórios flexíveis e, até mesmo, trabalhando remotamente de casa.

Sendo assim, podemos inferir que o conceito de trabalho distribuído é voltado para empresas que possuem um ou mais colaboradores que desenvolvem suas atividades de trabalho em diferentes locais. Tornando-se assim, uma espécie de trabalho híbrido, incluindo desde colaboradores atuando na empresa, como em escritórios flexíveis alocados em diferentes regiões, até mesmo colaboradores que atuam remotamente de suas casas.

Esse conceito está fortemente atrelado ao modelo de trabalho híbrido, que desde o início da pandemia de Covid-19 vem ganhando cada vez mais força e, também, aponta como uma tendência para os negócios em um cenário pós-pandemia.


Mas afinal, o que é trabalho híbrido?

O modelo de trabalho híbrido já existia antes da pandemia, contudo, não era muito popular. Com a chegada da pandemia, empresas precisaram, estrategicamente, adotar metidas para continuar sua rotina de trabalho de modo segura, diminuindo a quantidade de colaboradores atuando na sede da empresa simultaneamente e/ou adotando o regime de trabalho semipresencial, ou que chamamos, modelo de trabalho híbrido.

Nesse modelo de trabalho a jornada do colaborador da empresa é fragmentada, aonde parte da jornada semanal é cumprida presencialmente no escritório da empresa e, também, remotamente. Ou seja, esse modelo de trabalho combina as características do trabalho presencial e as características do trabalho remoto, sempre mantendo a produtividade.


O que difere o trabalho distribuído e o trabalho remoto?

Embora sejam muito semelhantes, são conceitos análogos, como, por exemplo, o conceito de trabalho distribuído é muito mais abrangente do que o trabalho remoto por si só. Mesmo que o trabalho remoto faça parte do conceito empresas distribuídas, ela não se resume apenas a isso, há muitas outras possibilidades que permeiam esse modelo de trabalho.

A premissa do trabalho remoto é poder trabalhar de qualquer lugar, como, por exemplo, o home office que foi adotado por muitas empresas. No entanto, quando pensamos em empresas distribuídas, esse conceito de trabalho é muito mais abrangente, como citamos acima, nesse modelo existem varias possibilidades para que os colaboradores desenvolvam suas atividades diárias.


Características que definem o conceito de empresas distribuídas

Existem algumas características que definem uma empresa com conceito de trabalho distribuído, a exemplo disso, podemos inferir as empresas que atuam nesse modelo reúnem as seguintes características:


  • Mais de um escritório: uma das características deste modelo de trabalho é a empresa possuir mais de um escritório, podendo na mesma cidade ou até mesmo em outras regiões, estados ou países;

  • Trabalho remoto: permite que os colaboradores cumpram parte da jornada de trabalho em regime home office;

  • Escritórios flexíveis: faz parte desse modelo de trabalho, os colaboradores que trabalham em coworkings, ou seja, em escritórios compartilhados, com ampla infraestrutura que propõe bom rendimento na jornada de trabalho;

  • Colaborador externo: como parte das empresas distribuídas é comum ter colaboradores externos, que atuam viajando, visitando clientes e representando a empresa.

Perspectivas para o futuro

Segundo a diretora de Consultoria de Health and Retirement Solutions da AON Brasil, os índices de produtividade gerados pelo trabalho remoto foram satisfatórios em muitas empresas. Entre as companhias que adotaram a modalidade híbrida, pode-se observar um aumento significativo na produtividade, em torno de 61%.

Com isso, a perspectiva para o futuro pós pandemia é que mais empresas adotem o trabalho remoto como parte da jornada de trabalho de seus colaboradores. Atualmente, quase 55% das empresas pretendem permitir que o trabalho híbrido seja adotado, sendo assim, seus colaboradores poderão cumprir parte da sua jornada de trabalho remotamente.


Os índices mostram que quando há flexibilidade na jornada de trabalho a produtividade da empresa pode ser maior. Sendo assim, a possibilidade de as empresas adotarem o trabalho híbrido são fatores importantíssimos para o aumento real de resultados da empresa.

Além de índices produtivos, podemos citar, o conforto físico e emocional do colaborador. Quando o colaborador desenvolve suas atividades da empresa, consegue reduzir muito as pressões geradas pelo ambiente de trabalho. Em um ambiente confortável, os colaboradores sentem-se mais à vontade para desempenhar sua função, o que impacta diretamente na produtividade e resultados reais para empresa.


11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo