Metaverso: a imersão do real no universo virtual.


Não é novidade que uma das palavras mais pesquisadas nos últimos meses é o metaverso, isso porque recentemente, o Mark Zuckerberg anunciou que o Facebook que tem a proposta se tornar uma empresa de mataverso em até cinco anos, esse termo começou a se popularizar. Mesmo com o termo em alta, ainda assim, muitas dúvidas ocorreram por parte dos usuários de internet, visto que os mesmos não possuíam familiaridade com esse conceito de metaverso.

Embora muitos de nós não tenhamos familiaridade com o esse conceito que tende a ser o novo capítulo da internet, isso não significa que, o metaverso não esteja presente em nosso cotidiano. Pelo contrário, a tecnologia do metaverso já está presente em diferentes projetos e a diversos produtos que já empregam esse conceito.

No artigo de hoje, vamos explorar sobre esse novo capítulo da internet, o termo que vem sendo amplamente discutido, o metaverso. Boa leitura!

Mas afinal, o que é o metaverso?

Etimologicamente falando, o termo metaverso é a junção do prefixo meta, que em grego meta significa “além”, com a palavra universo. Sendo assim, numa tradução literal da palavra metaverso, seu significado é “além do universo”. Isso corresponde é a criação de um espaço coletivo e compartilhado no mundo virtual, onde seu objetivo principal é recriar as experiências físicas através do auxílio da internet e de outras tecnologias, como, por exemplo, a realidade aumentada, a realidade virtual, a inteligência artificial, entre outras tecnologias que podem colaborar com esse novo capítulo da internet.

De modo geral, podemos dizer que o termo metaverso é empregado para indicar um mundo virtual, cujo objetivo é replicar o mundo real através de diferentes dispositivos digitais, o metaverso é um espaço virtual coletivo.

A primeira vez que o termo metaverso foi utilizado, foi na obra “Snow Crash”, do escritor americano Neal Town Stephenson, lançada em 1992. Snow Crash ou Nevasca em português, é uma das obras de ficção científica de Neal Stephenson.

Nesta obra, os personagens se encontram em um mundo virtual especifico acesso através de uma rede de computadores, no entanto, os personagens podem interagir entre si através de um avatar, uma figura virtual representativa no mundo virtual em específico. E foi nessa obra que, pela primeira vez, que o termo metaverso foi utilizado. Onde é relatado a eventual existência teórica de um mundo virtual que recria ações reais.

Como funciona o metaverso?

A premissa do metaverso é que seja uma imersão real em um ambiente virtual. De grosso modo, o metaverso sugere um novo paradigma para internet, sendo ela, a internet 3D, onde a comunicação, diversão e até mesmo negócios existirão de forma imersiva e operável no mundo impalpável.

Hoje, contamos com exemplos de imersões no mundo virtual semelhante a proposta do metaverso, que são os jogos como o VRChat, Second Life, Robox, Fortnite, entre outros. No entanto, após o Facebook anunciar a inserção no metaverso, as gigantes empresas de tecnologia passaram a investir fortemente para que em pouco tempo, o metaverso seja uma realidade para todos os usuários de internet.

Para o futuro, o metaverso busca a imersão real, dentro de um universo virtual, onde será possível realizar tarefas do dia-a-dia dentro desse ambiente virtual.

Ao anunciar a mudança de Facebook para Meta, Mark Zuckerberg anunciou as premissas do metaverso. De acordo com Zuckerberg, no metaverso o usuário conseguirá fazer quase tudo que você possa imaginar, desde reunir-se com amigos e família, trabalhar, estudar, se divertir e fazer compras. Até mesmo desfrutar de experiências completamente novas que fogem da ideia que temos sobre os computadores e smartphones atualmente.

O metaverso seria o novo capítulo da internet?

De acordo com especialistas, o metaverso pode ser o principal componente responsável por um novo paradigma para internet. Um novo capítulo para história da web, nomeado como web 3.0. Isso porque, o termo a proposta do metaverso, é trazer aos usuários de internet, uma navegação mais imersiva.

O que dá vida ao metaverso?

Para que o metaverso ganhe vida, é preciso uma combinação de diferentes tecnologias. A seguir, veremos quais são as tecnologias empregadas.

  • Realidade Virtual — a realidade virtual também conhecida por sua sigla em inglês VR, corresponde a um ambiente tridimensional criado através de softwares. Esse ambiente tem como proposta simular uma realidade, entretanto, no mundo virtual. Mas para que os usuários possam ter acesso a essa simulação, são necessários alguns equipamentos específicos, tais como, computador, óculos específicos para realidade virtual e fones de ouvido. Atualmente, é possível encontrar dezenas de jogos que fazem uso dessa tecnologia.


  • Realidade aumentada — outra tecnologia utilizada pelo metaverso é a realidade aumentada, cuja proposta é o oposto da realidade virtual. Isso porque, no caso da realidade aumentada, os dados virtuais são inseridos no mundo real. É possível encontrar vários jogos para smartphones que fazem uso dessa tecnologia, como, por exemplo, Pokemon GO, Ingress, Jurassic World Alive, Harry Potter: Wizards Unite, entre outros.


  • Blockchain, criptos e NFTs — a inserção de outras tecnologias que também dão suporte ao metaverso, talvez essas sejam pouco conhecidas para maioria dos usuários de internet. São elas: a blockchain, que corresponde ao banco de dados público e descentralizado; as criptomoedas, popularmente difundido como dinheiro virtual, no metaverso esse será o método de pagamento para compras, eventos, etc. e os NFTs, ou em português, tokens não fungíveis, esse tokens são criptográficos, responsáveis por representar algo único. Através destas três tecnologias, torna-se possível movimentar valores e realizar registros de propriedades virtuais no metaverso.


Ainda há muito o que se discutir sobre o metaverso, como, por exemplo, os prós e os contras, ficaremos por dentro de novos capítulos dessa nova era que promete revolucionar a internet, para sempre trazer informações precisas.

17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo