Metodologias ágeis em desenvolvimento de sistemas

Atualizado: Mar 29


Sempre há grandes desafios na hora de dar início a um novo projeto, independentemente se esse projeto for o desenvolvimento de um software ou até mesmo de um produto. A premissa é assegurar que a execução seja realizada de forma primorosa e a entrega do resultado final, seja ele um software ou produto, esteja nos parâmetros do que foi apresentado inicialmente. As metodologias ágeis surgiram a partir desse pressuposto, visando facilitar os processos de desenvolvimentos de projetos.

Em um contexto histórico, as metodologias ágeis começaram ganhar espaço na metade de 1990 após reações contra os métodos ditos “pesados” que eram utilizados naquela época, esses métodos utilizados seguiam o modelo em cascata, que chegou a ser considerado lento demais e burocrático para o desenvolvimento de softwares. Foi a partir disso que começou a serem desenvolvidos métodos mais leves, posteriormente, após a publicação do manifesto ágil em 2001, que esses novos métodos passaram a receber o nome de métodos ágeis para o desenvolvimento de softwares.

Após o surgimento das metodologias ágeis, que passou a facilitar no desenvolvimento não só de softwares, mas, como de produtos também. As empresas de tecnologia estão dispostas a apostar nesses métodos visando sempre deixar o trabalho mais eficiente. E esse é o tema que vamos abordar no texto de hoje.


Mas afinal, o que é uma metodologia ágil?

Como mencionado acima, os métodos ágeis começaram a surgir no ano de 1990 com a premissa de solucionar problemas comuns encontrados com facilidade na hora de gerenciar as etapas de desenvolvimento de projetos. Os principais problemas encontrados costumam ser o tempo de produção muito longo sem uma data definida para o encerramento; falta de comunicação e alinhamento entre os desenvolvedores e o cliente, entre outros eventuais problemas.

Quando iniciamos um projeto, é preciso que seja bem definido um início, meio e fim, mesmo que o seu desenvolvimento seja extenso. Por isso surge a necessidade de soluções inteligentes e eficazes, capazes de evitar eventuais problemas, além de facilitar a forma como os projetos são executados. Partindo desse ponto, surgem as metodologias ágeis.

A proposta da metodologia ágil é proporcionar agilidade no processo de desenvolvimento de um software, tornando seu tempo de produção mais curto, com prazos bem definidos e principalmente, com foco total no desenvolvimento, garantindo eficiência no resultado final.

De grosso modo, metodologias ágeis nada mais são do que um conjunto de técnicas e práticas voltadas para o gerenciamento de projetos, proporcionando mais velocidade, eficiência e flexibilidade na hora de desenvolver um software. Fazendo que os processos tornem-se dinâmicos, iterativos e simplificados durante todo o desenvolvimento.


O surgimento do manifesto ágil

O manifesto ágil é um documento que foi criado em fevereiro de 2001 por profissionais que já vinham utilizando os chamados métodos ágeis para o desenvolvimento de seus trabalhos, eles deliberaram os aspectos importantes para o desenvolvimento de softwares fluísse de maneira mais eficiente. A construção do documento foi pautada em cima de quatro valores, sendo eles:


  • Indivíduos e interação entre eles mais que processos e ferramentas;

  • O funcionamento do software acima de documentação abrangência;

  • A colaboração com o cliente acima da negociação de contratos;

  • A capacidade de responder a mudanças acima de um plano pré-estabelecido.


Além dos quatro valores proposto no manifesto ágil, ele também conta com doze princípios que condecora a metodologia no desenvolvimento de softwares de maneira eficiente, sendo esses:


  • A prioridade das metodologias ágeis é garantir a satisfação do cliente através da entrega rápida e contínua de softwares totalmente funcionais com valor agregado;

  • Mudanças ao longo do projeto são bem-vindas, mesmo que solicitadas tardiamente durante o desenvolvimento;

  • Softwares funcionais são entregues frequentemente com a menor escala de tempo, de poucas semanas a poucos meses;

  • Cooperação conjunta entre clientes e desenvolvedores;

  • Projetos construídos em torno de indivíduos motivados, gerando uma relação de confiança;

  • Transmitir informações com clareza e efetividade através de conversas e reuniões, cara a cara;

  • O software funcional é a principal medida de progresso do projeto;

  • Processos ágeis promovem desenvolvimento sustentável, os patrocinadores, desenvolvedores e usuários devem ser capazes para manter um ritmo constante indefinidamente;

  • Excelência técnica e um bom designer aumenta a agilidade do software;

  • Prezar pela simplicidade, pois é essencial durante o desenvolvimento;

  • As melhores arquiteturas, requisitos e projetos emergem de equipes auto organizadas;

  • Em intervalos regulares, a equipe reflete sobre como se tornar mais eficaz, então sintoniza e ajusta seu comportamento de forma apropriada.


Quais as vantagens em se trabalhar com metodologias ágeis?

Há algumas vantagens em se trabalhar com esse tipo de metodologia se comparado aos métodos tradicionais no quesito gerenciamento de projetos, sendo elas:

  • Melhor alinhamento entre o time de desenvolvedores e os clientes, onde há prontidão para solucionar eventuais problemas;

  • Resultado final de alta qualidade e eficiência;

  • Menor taxa de riscos;

  • Economia de recursos;

  • Agilidade desde a execução até a entrega do projeto;

  • Flexibilidade para estudar novas alternativas até chegar a uma solução cabível;

  • Aumento da credibilidade da empresa no mercado em que ela está inserida.


Quais as principais metodologias ágeis?

Agora que sabemos um pouco mais sobre as metodologias ágeis, é importante conhecermos quais são os principais tipos, sendo elas Scrum, Lean, Kanban e Smart. Entretanto, no texto de hoje vamos abordar apenas as metodologias Scrum e Kanban.


Scrum – Sendo considerada uma das metodologias ágeis mais populares no Brasil. Scrum é um modelo de gerenciamento de projetos, sendo composto por pequenos ciclos de entregas, o que chamamos de sprints, esses pequenos ciclos que garantem que a entrega do projeto seja de valor potencializado para o cliente e tenha um ganho de produtividade por parte do time de desenvolvedores.

Na prática, esse método propõe que o projeto seja fragmentado em pequenos ciclos, compostos por reuniões regulares para que o time de desenvolvedores esteja engajado e alinhado com o projeto que vem sendo desenvolvido, além de propor formas que trariam melhorias para a agilidade do projeto. De modo geral, essa metodologia é permite que o desenvolvimento seja acompanho de perto e que o planejamento projeto, seja modificado constantemente, de modo a garantir o melhor resultado para o cliente.

No que lhe concerne, a método Scrum é beneficial tanto para o time de desenvolvedor quanto para o cliente. Por ser fragmentada em pequenos ciclos há uma enorme redução de riscos no decorrer do desenvolvimento do projeto, o cliente sempre será o foco principal durante a execução, o time de desenvolvedores estará focado em atender as necessidades do cliente.


Kanban – Considerado como um método simples, Kanban é também é muito utilizado em território nacional devido sua praticidade e simplicidade. Basicamente esse método consiste em checklists, e para trabalhar com esse método é necessário à criação de um painel, seja ele físico ou virtual, dividi-lo em três colunas para deixar visível para todos envolvidos no projeto cada etapa da organização da rotina de trabalho.

Na prática, essa metodologia funciona da seguinte forma, às três colunas são preenchidas da seguinte forma:


Para fazer (To do): está primeira coluna deve ser preenchida com todas as atividades que precisam ser realizadas, mas que ainda não foram iniciadas;


Em execução (Doing): nesta segunda coluna, deve-se preencher com todas as atividades que já estão sendo desenvolvidas;


Concluídas (Done): por fim, nesta última coluna, deve-se preencher com todas as atividades que foram finalizadas pelo time de desenvolvedores.


As metodologias Scrum e Kanban são complementares e podem ser implementadas juntas.


18 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo