Python — a linguagem do futuro?


As linguagens de programação desempenham um papel imprescindível, incorporado ao que conhecemos da internet atualmente. Sabemos que as linguagens de programação são voltadas, prioritariamente, para o desenvolvimento de websites e softwares.

Contudo, as linguagens de programação estão envolvidas em aplicações mais complexas, tal como, a ciência de dados, a linguagem por trás da inteligência artificial, entre outras formas de aplicar a linguagem de programação.

Ao contrário do que se presume, que por trás das funções complexas que o sistema pode exercer, é preciso que sua funcionalidade seja intuitiva, é por isso, que as linguagens de programação mais acessíveis, atualmente vem ganhando cada vez mais notoriedade, sendo amplamente explorada pela comunidade de programadores.

E uma dessas linguagens que tem se destacado positivamente no setor de tecnologia é a Python, devido a sua linguagem de programação acessível.

Portanto, se você quer conhecer mais sobre a Python, o nosso artigo de hoje trará informações acerca dessa temática. Boa leitura!

Mas afinal, o que é Python?

Python é uma palavra de língua estrangeira, cuja origem é um tanto quanto incerta, porém, o termo foi utilizado pelo programador holandês Guido van Rossum, para nomear a linguagem de programação que o mesmo havia criado, na década de 1990. Sabe-se que seu nome deriva da série de comédia britânica Monty Python, da qual o programador resolveu homenageá-la, sua tradução livre também é incerta.

No entanto, Python é uma linguagem de programação caracterizada como uma linguagem de alto nível (High Level Language), isso porque, ela possui uma construção dinâmica, além de ser mais simples, ou seja, através de sua sintaxe simplificada, a linguagem Python se porta circunjacente a linguagem humana, permitindo sua aplicação modular e em multiplataformas.

Quando van Rossum criou a Python, o mesmo tinha como objetivo central desenvolver uma linguagem de programação simples, dinâmica, intuitiva, com alto índice de competitividade e que possuísse o código aberto, propensa a quaisquer subvenções para seu desenvolvimento, por isso, através da premissa de possuir uma linguagem simples e de fácil compreensão, a Python tem se tornado cada vez mais popular entre os profissionais do setor de tecnologia, utilizada em inúmeras aplicações, sejam elas: ciência de dados, softwares, entre outras.

A popularização da programação em Python decorre por ela ser uma linguagem ainda mais completa que, por exemplo, HTML, CSS, e JavaScript, devido seu poder de integração com outras tecnologias e soluções de desenvolvimento. Não o bastante, segundo pesquisa realizada pela Stack Overflow, a linguagem Python ocupa a quarta posição com 44,1% de preferência dos profissionais que a utilizam.

E como funciona essa linguagem?

Devido à sintaxe que citamos anteriormente, os códigos escritos em Python, tendem a ser, comumente, menores e mais fácil de entender, quando comparados com outras linguagens, como, por exemplo, C++ ou PHP.

Na prática, algumas das diversas linguagens de programação funcionam como intérprete para os códigos-fonte, e com a Python não difere, ou seja, ela traduz o código analisado em específico e o executa. Sejam esses códigos voltados para soluções de problemas no segmento web, desktop ou mobile, acarretando uma enorme vantagem sobre as demais linguagens de programação.

De modo geral, o processo de interpretação do código-fonte até a execução do programa, ocorre através da tradução para o formato byte code, ou seja, para o código binário, posteriormente, a tradução é encaminhada para um ambiente chamado Python Virtual Machine, neste ambiente virtual, é torna-se possível desempenhar a função por trás do código-fonte, executando o programa.

Além disso, a linguagem Python possui menos exigências em relação à gramática em sua linha de código, sendo que, para a construção dessa linha de código, deve-se usar a palavra-chave redigida em inglês. Sugerindo assim, maior facilidade de compreensão.

Sendo a Python caracterizada como uma ferramenta multiplataforma, ela desobriga o uso de um sistema operacional especifico, sendo assim, ela pode ser aplicada tanto em Windows, MacOS e/ou Linux.

Outro ponto que devemos ponderar sobre o funcionamento dessa linguagem de programação, é o fato dela ser open source (possuir código aberto), como citamos anteriormente, há diversas bibliotecas de scripts, ou seja, isso agrega um valor altíssimo nas suas possibilidades de desenvolvimento. Resultando em projetos desenvolvidos de modo mais rápido e eficiente, em virtude da disponibilidade dos módulos e das funções.

O que é possível fazer através da linguagem Python?

Essa linguagem de programação abrange uma gama de possibilidades que podem ser realizadas através dela, vamos conferir algumas dessas possibilidades a seguir:

  • Automatizar tarefas repetitivas;

  • Web scraping;

  • Monitoramento e mineração em redes sociais;

  • Desenvolver sites e aplicações para web;

  • Desenvolver aplicativos para smartphones;

  • Criação de jogos;

  • Desenvolvimento de gráficos para Business Intelligence;

  • ·Executar algoritmos de machine learning;

  • Desenvolver aplicações voltadas para inteligência artificial;

  • Manipulação de dados avançados;

  • Trabalhar com Big Data.

Essas são apenas algumas das aplicações possíveis, através do uso da linguagem de programação Python, em virtude da sua sintaxe, há diversas outras possibilidades.

Por que Python pode se tornar a linguagem do futuro?

A Python ocupa um lugar de prestígio entre as linguagens mais utilizadas pelos desenvolvedores, devido a sua amplitude de possibilidades. Ademais, devido à versatilidade da linguagem, grandes empresas e corporações utilizam-na em suas aplicações, tal como, Google, Instagram, Spotify, Netflix, Dropbox, entre outras.

Elencamos algumas características da Python que atribuem o título de linguagem de programação do futuro:

  • ·Linguagem acessível - como supracitado, a Python possui uma linguagem simples e objetiva, tornando-a mais fácil de se aprender.

  • Multiplataforma - possui a flexibilidade de ser instalada em qualquer sistema operacional, além de possuir versões portáteis, que podem ser utilizadas através em pen drives.

  • Código aberto e gratuito - por ser uma linguagem open source, seu código-fonte está disponível para ser baixado e realizar as alterações necessárias. Além disso, essa linguagem não requer o pagamento de licença, ou seja, é gratuita.

  • Ampla possibilidade de aplicações - é possível desenvolver inúmeras aplicações através dela. Desde sistemas para desktop, quanto softwares mais complexos voltados para machine learning e inteligência artificial.

26 visualizações0 comentário