Sistema de reconhecimento facial


A expansão dos recursos tecnológicos tem se tornado cada vez mais significativa, pois vem sendo aplicada nos mais diversos segmentos, consecutivamente, estão mais presentes no dia a dia. Um desses recursos é a tecnologia por trás do sistema de reconhecimento facial, que hoje, é possível encontrá-la como opção de autenticação para o desbloqueio de tela nos smartphones, sendo ela, fortemente atrelada de modo a elevar os índices de segurança dos usuários.

No entanto, o sistema de reconhecimento facial pode funcionar e ser aplicado de modos diferentes, de acordo com sua finalidade, tendo como base, a identificação e/ou confirmação facial de uma determinada pessoa, seja por fotos, vídeos ou em tempo real.

Pensando nisso, o nosso artigo de hoje buscará explorar sobre esse novo recurso tecnológico que é o sistema de reconhecimento facial. Boa leitura!


Mas afinal, o que é reconhecimento facial?

O sistema de reconhecimento facial é um recurso tecnológico utilizado para identificar ou confirmar a identidade das pessoas. Essa tecnologia usa a técnica baseada na premissa que cada pessoa possui um padrão específico de traços presentes no rosto, ou seja, sendo é uma técnica biométrica de identificação de pessoas, semelhante às impressões digitais.

Sendo assim, a identificação facial consiste na análise detalhada de imagem, onde é possível indicar tais padrões únicos e característicos presentes no rosto de cada pessoa, de modo a assegurar que a pessoa que esteja tentando realizar alguma atividade que demande do reconhecimento facial, comprove ser ela mesma.

No entanto, o reconhecimento facial expandiu de um simples recurso fotográfico para outras esferas, tal como, tecnologias utilizadas para segurança. Atualmente, é possível encontrar o recurso de reconhecimento facial em smartphones na hora de tirar uma foto, onde o software presente no aparelho registra a fotografia quando a pessoa sorri, por exemplo. Nos videogames também já se tornou possível controlar jogos e personagens através dos movimentos do seu rosto.


Como funciona o reconhecimento facial?

O reconhecimento facial funciona basicamente como um sistema que usa softwares com algoritmos para realizar o mapeamento das características e padrões presentes no rosto de cada pessoa que utilizar o recurso tecnológico pela primeira vez, podemos dizer que esse primeiro passo é a detecção facial.

Apesar das características e traços específicos que varia de pessoa para pessoa, o rosto humano possui uma composição básica compartilhada, que não se altera, a detecção facial ocorre através dessa composição básica, onde os softwares no que lhe concerne, detectam a um rosto através da leitura de formatos geométricas e logarítmicas, somente após essa primeira leitura do rosto, que será possível identificar as características únicas que o mesmo carrega.

São por meio dessas características únicas que softwares que utilizam banco de dados, desenvolvem o perfil do usuário, por exemplo, para criação do perfil os algoritmos analisam o contorno do rosto, a distância existente entre os olhos e o nariz, profundidade, presença de manchas, cicatrizes, entre outras características relevantes.

Analisadas essas características em um sistema específico, por exemplo, um aplicativo que precisa de autenticação para ser aberto ou confirmação de um rosto presente em um documento, elas ficam armazenadas em um banco de dados, sendo através da predição que o reconhecimento facial possibilitara determinar que se o rosto apresentado no aplicativo, é o mesmo presente no banco de dados.

De modo a elucidar como realmente funciona o sistema de reconhecimento facial, separamos um passo a passo que pode ser conferido a seguir:


  • Primeiramente, para inicializar o processo de reconhecimento facial é necessário que um rosto seja detectado, podendo ser através de uma fotografia ou vídeo.

  • Posteriormente, a ferramenta utilizada para realizar o reconhecimento facial faz o mapeamento das características básicas presentes no rosto humano, como formatos geométricos e logarítmicos.

  • Feito o primeiro reconhecimento das características básicas, as ferramentas de identificação buscam mapear as características únicas presente no rosto em análise, conhecidas como pontos nodais. Estima-se que o rosto humano possui em média 80 pontos nodais, sendo alguns deles, a distância entre os olhos, o comprimento do nariz, tamanho do queixo, tamanho da linha da mandíbula, entre outros. São os pontos nodais que fornecem as características únicas de cada pessoa contribuindo para autenticação do sistema biométrico facial.

  • Após essa analise meticulosa, através do software utilizado para realizar o reconhecimento facial, tal ferramenta fornece ao usuário uma modelo de “assinatura única”, através das características específicas localizadas no rosto da pessoa. Sendo assim, essa assinatura ficara armazenada em bancos de dados, podendo ser eles, públicos ou privados, de modo a ser comparado futuramente, se assim for necessário.

  • Quando se faz necessário realizar o reconhecimento facial, o usuário sujeito a ter sua autenticação confirmada envia uma selfie ou foto de um documento, e o software utilizado buscará em seu banco de dados comparar as características, de modo a autenticar se a pessoa é quem ela diz ser.


Principais vantagens acerca do reconhecimento facial

Utilizar o reconhecimento facial como ferramenta torna-se uma ação importante acerca da segurança tanto das empresas que precisam utilizar o sistema biométrico, como para os usuários. Por isso, listamos algumas das principais vantagens que a tecnologia do reconhecimento facial pode proporcionar:


  • Segurança — utilizar dados biométricos como autenticação pode ser uma ótima estratégia de segurança, visto que, os dados biométricos são mais difíceis de serem violados. Ou seja, aplicar o reconhecimento facial como medida de segurança não é só uma vantagem para empresas e instituições, sendo também uma medida de segurança para os usuários. Visto que, esse tipo de tecnologia pode evitar um número bem expressivo de fraudes e golpes de identidade.

  • Agilidade — os sistemas de reconhecimento facial além de oferecer segurança, também fornecem agilidade e precisão na autenticação dos usuários. Dependendo da ferramenta utilizada, o reconhecimento facial possui uma taxa de aprovação efetiva.

Há outras vantagens relacionadas ao reconhecimento facial, mas as citadas acima podem ser consideradas as principais.


Cuidados a serem tomados com o reconhecimento facial

Embora o reconhecimento facial seja uma ferramenta atrelada ao aumento de segurança, criminosos vem explorando as vulnerabilidades dessa ferramenta, de modo aplicar o golpe conhecido como “golpe do reconhecimento facial”.

Neste golpe, o criminoso se passa por um entregador, realizando uma fotografia e confirmando os dados pessoais da vítima, de modo a autenticar a entrega de um produto, porém, ao capturar a imagem da vítima e seus dados pessoais, o golpista armazena tudo em uma ferramenta com banco de dados. Tendo posse dos dados e da “assinatura biométrica facial”, possibilita que o mesmo faça compras e realize financiamentos em nome da vítima.


Há sites falsos que também pedem a realização do reconhecimento facial, fique sempre atento e ao desconfiar do uso indevido da imagem, procure ajuda.

18 visualizações0 comentário