Windows 11 – A atual versão do sistema operacional da Microsoft


Anunciado em 24 de junho de 2021 e lançado em 5 de outubro do mesmo ano, o Windows 11 é o mais atual sistema operacional da família Microsoft, sendo o sucessor do Windows 10, lançado 6 anos antes.

O Windows 11 chega para dar uma rejuvenescida na família de sistemas operacionais desenvolvidos pela gigantesca Microsoft, ele traz um novo visual, mais despojado, contando com a presença de ferramenta jamais vistas e muita destreza para executar as atividades do dia a dia.


No artigo de hoje, exploraremos sobre as novidades desse novo sistema operacional. Boa leitura!

Mas afinal, o que é um sistema operacional?

Antes de adentrarmos ao Windows 11 propriamente dito, é valido recapitularmos o que é um sistema operacional. Sendo assim, o sistema operacional é um suporte lógico ou um conjunto de softwares, cujo propósito é gerenciar e administrar os ativos de um sistema, desde elementos de hardware e sistemas de ficheiros até programas de terceiros, constituindo a interface entre o computador e o usuário.

Computador tem como significado um dispositivo automático de processamento de dados, como um computador desktop. Laptops ou telefones celulares e consoles de jogos. O sistema operacional apresenta uma camada de abstração entre o hardware e o usuário, que transforme comandos no mouse, teclado e requisitos do sistema como administração de ativos (CPU, RAM) em linguagem de máquina e envia as formações para o processador.

Este último interpreta em código binário, executa o comando e envia uma resposta na forma de informação exibida em sua tela. Um sistema operacional inclui componentes, divididos em componentes voltados para o usuário (bibliotecas, programas, interfaces, etc.) e formações que constituem seu kernel.

O que mudou com a chegada do Windows 11?

A nova interface do Windows 11 mostra um design mais simples e minimalista, semelhante ao recém-cancelado Windows 10X. Além disso, a grande atualização da Microsoft visa combinar a interface touchscreen com desktops e laptops tradicionais, tudo menos ostensivo que no Windows 8, porém mais otimizado.

Assim, nas principais modificações do Windows 11, você pode destacar o novo "Menu Iniciar", que agora está centralizado, uma nova forma de gerenciar janelas, ícones redesenhados, widgets da área de trabalho, iluminação e papéis de parede de modo noturno e muito mais.

Interface minimalista - Uma das principais mudanças do Windows 10 para o novo Windows 11 é a aparência. Embora não seja um estilo completamente novo, pode-se notar que o design é uma boa melhoria em relação ao que encontramos nas versões que o antecederam.

Essa aparência se aplica a janelas, widgets, aplicativos e pastas do sistema. Em suma, é uma aparência mais simples, suave e fácil de entender, especialmente para aqueles menos familiarizados com a plataforma da Microsoft.

Além disso, existem papéis de parede oficiais do sistema para os modos claro e escuro com imagens vívidas e aparência suave. É importante observar que o Windows 11 foi projetado com janelas de cantos arredondados que também aparecem no menu Iniciar do sistema.

No que lhe concerne, o design do logotipo do Windows também passou por mudanças significativas, não mais como o próprio logotipo da Microsoft, da forma de um trapézio para um quadrado.

Novo designer para o bloco de notas - Um dos aplicativos mais antigos e usados ​​do Windows ganhou uma bela atualização na nova versão do sistema operacional: é o Bloco de Notas. Seu novo visual conta com cantos arredondados, seguindo o design padrão do Windows 11.

Além disso, outra novidade muito bem-vinda é a disponibilidade do modo escuro, que facilita a escrita de texto em um notebook à noite. Vale ressaltar que este e outros recursos podem ser configurados na nova página de configurações do Bloco de Notas.

A Microsoft disse que a empresa lançou um recurso de desfazer em vários níveis, que também pode desempenhar um papel importante no trabalho e é um dos recursos mais solicitados pela comunidade. Visto que as versões anteriores não tinham esse recurso, que foi finalmente implementado pela Microsoft em sua nova versão.

O retorno dos widgets - Para quem gosta de usar widgets em seus sistemas, pois ficará agradavelmente surpreso com esta nova atualização do Windows 11, pois eles estão de volta. Pode ser personalizado em uma atualização recente do sistema.

Os widgets nasceram no Windows 7, onde ganharam muita popularidade, porém, não foram bem recebidos na próxima versão, o Windows 8. Como tal, foi removido no Windows 10, mas, como vimos, foi reeditado em uma atualização recente e será reintroduzido no Windows 11.

Para a felicidade dos usuários, esta nova versão do Windows vai ainda mais longe nesse aspecto, pois desde o início do sistema há uma variedade de modelos e formas de widgets para escolher, que podem ocupar a tela inteira, se desejar. Isso deve ajudar os usuários a ter uma experiência mais pessoal e interativa.

Essas são apenas algumas das mudanças que apareceram na nova atualização.

Você sabia que há recursos escondidos no Windows 11?

Pois é, há alguns recursos escondidos na nova atualização da Microsoft, um desses recursos ocultos do Windows 11 é o editor de vídeo embutido.

Além da opção de editar fotos, o Windows 11 também permite a edição de vídeos. Este é um excelente recurso para quem grava conteúdos em casa, como tutoriais, jogos ou até mesmo aulas. Se você estiver interessado em usá-lo, basta abrir o programa fotos e clicar na guia editor de vídeo.

Outro recurso escondido é o seletor de emojis, para quem usa um computador para enviar mensagens muitas vezes perde a possibilidade de enviar os tão famosos emojis. Nesse caso, esse recurso, que existe desde o Windows 10, permite que os usuários usem esses ideogramas da mesma forma que fariam em um telefone. Além disso, você pode até usar GIFs e alguns caracteres especiais. Para isso, basta usar o atalho "Windows + Keyboard Endpoint"

Não só o novo Windows, mas como qualquer outro sistema da Microsoft, é conhecido pela sua segurança. Contudo, o Windows 11 ganha um destaque especial, pois é considerado um dos sistemas operacionais mais seguros, mesmo sendo tão atual.

Em sua versão Pro, os usuários podem contar com o Sandbox, uma funcionalidade adicional que atua como parte isolada do sistema, ou seja, uma área restrita. Com esse recurso, os usuários podem executar programas e abrir arquivos em espaços sem oferecer risco para o restante do computador.

Sendo assim, eventualmente, se um vírus for executado nesta área restrita, ele acaba não se espalhando, assim, não infectando outras repartições do seu computador.

Exigências do Windows 11

Curtiu as atualizações e os recursos secretos? Confira agora as exigências que o novo sistema operacional requer para rodar com fluidez. As informações que veremos a seguir foram retiradas na integra do site da Microsoft.

Estes são os requisitos mínimos do sistema para instalar o Windows 11 em um computador. Caso o dispositivo não atenda a esses requisitos, talvez você não consiga instalar o Windows 11 no dispositivo e queira comprar de um novo computador.


Se você não tiver certeza se o computador atende a esses requisitos, pode verificar com o OEM (fabricante original do equipamento) do computador ou, se o dispositivo já estiver executando o Windows 10, você pode usar o aplicativo Verificação de Integridade do PC para avaliar a compatibilidade. Observe que esse aplicativo não verifica a placa gráfica ou tela, pois a maioria dos dispositivos compatíveis atenderá aos requisitos indicados abaixo.


O dispositivo deve ter o Windows 10, versão 2004 ou posterior, para fazer upgrade. As atualizações estão disponíveis por meio do Windows Update em Configuração> Atualização e segurança.

Os requisitos mínimos são:

Processador: 1 GHz (gigahertz) ou mais rápido com 2 ou mais núcleos em um processador de 64 bits compatível ou SoC (System on a Chip).

RAM: 4 GB (gogabytes), indicado 8Gb

Armazenamento: Dispositivo com armazenamento de 64 GB ou mais, indiciado o uso de SSD

Firmware do sistema: UEFI, compatível com Inicialização Segura.

TPM: TPM (Trusted Platform Module) versão 2.0.

Placa gráfica: Compatível com DirectX 12 ou posterior com driver WDDM 2.0.

Tela: ela de alta definição (720p) com mais de 9 polegadas na diagonal, 8 bits por canal de cor.

4 visualizações0 comentário