Windows 11: Tudo o que você precisa saber sobre o novo sistema operacional da Microsoft


Haviam grandes rumores sobre o novo sistema operacional da Microsoft. No entanto, somente ao final de junho, no dia 24, o CEO da empresa oficializou que o Windows 11 seria a próxima versão do sistema operacional da família Microsoft.

Previsto para ser lançado no dia 5 de outubro de 2021, o novo sistema da Microsoft chegará para ser o sucessor do Windows 10, que está no mercado a 6 anos, e possui uma grande aderência dos usuários de computadores, totalizando quase 62% dos computadores com o sistema operacional desenvolvido pela Microsoft.

Segundo a Microsoft o Windows 11 estará disponível para atualização gratuita para usuários que possuem o Windows 10, através do Microsoft Update para os dispositivos compatíveis e, é sobre isso que vamos abordar no texto de hoje. Quais as novidades do novo sistema e seus requisitos para instalação. Boa leitura!

Afinal, qual a diferença do Windows 10 para o Windows 11?

A proposta da Microsoft é trazer para o Windows 11 todo o poder de segurança que o Windows 10 possui, mas com uma aparência totalmente redesenhada. Além disso, ele conta com novas ferramentas, sons e aplicativos. Visando trazer uma experiência inovadora aos usuários dos sistemas operacionais da Microsoft.

No tópico a seguir, podemos conferir quais sãos as principais novidades desse sistema operacional.

O que o Windows 11 traz de novo para os usuários?

Ao anunciar o sucessor do Windows 10, o CEO da Microsoft, Satya Nadella disse que o Windows 11 traz consigo uma das maiores atualizações da década, repleto de novidades a começar por uma interface repaginada.

As mudanças começam logo ao iniciar o computador, visto que o som característico utilizado a anos pela empresa, passou a ser um totalmente novo. Além deste detalhe, a famosa janela que dá o nome a empresa “Windows” também recebeu mudanças, passando a ter suas bordas arredondadas e uma simetria perfeita.

Menu iniciar: o menu iniciar também se encontra de cara nova, sendo talvez uma das grandes novidades desse sistema operacional. Antes localizado nos cantos, no Windows 11 ele se encontra centralizado, junto aos demais aplicativos localizados na barra de tarefas, com um designer simples e dinâmico.

Gerenciamento de janelas: o gerenciamento de janelas também ganhou um visual novo, além disso, o mais importante, as melhorias. Com maior efetividade e inteligência ao gerenciar multitarefas, contando também, com suporte para usuários que necessitam de múltiplos monitores para trabalharem. Outra novidade que a Microsoft traz neste quesito de gerenciamento de janelas, é que o sistema operacional gravará onde as janelas estavam ao reiniciar os aplicativos, fazendo assim, com que as janelas abertas em outros monitores não sumam. Ao maximizar uma janela, o novo sistema permite que você gerencie melhor o espaço das janelas em sua tela.

Aplicativos nativos: a Microsoft tem investido muito no setor corporativo, então sua maior aposta está em plataformas voltadas para a comunicação corporativa, sendo assim, a Microsoft traz como novidade de aplicativo nativo, a plataforma Teams, um dos aplicativos de reuniões mais utilizados durante a pandemia. Além do Teams, essa nova versão traz consigo um visual novo para aplicativos nativos.

Widgets: os widgets estão de volta na nova versão do sistema operacional da Microsoft. Em versões mais antigas, como o Windows 7, era possível encontrar os widgets fixados na área de trabalho, entretanto, nesta nova versão, é possível encontra-los em uma janela ao lado, como uma barra de notificações da qual encontramos nos smartphones, dando ao usuário a simplicidade de checar diversas informações simultaneamente.

Do celular para o computador: o Windows 11 trouxe uma grande novidade aos usuários. Através da Microsoft Store, é possível instalar aplicativos para smartphones Android no seu computador. Dando ao usuário a comodidade de usar seus principais aplicativos na tela do computador.


Requisitos mínimos para atualizar para o Windows 11

Agora que sabemos sobre as principais novidades do sucessor do Windows 10, precisamos estar a par dos requisitos mínimos exigidos para fazer a atualização do sistema operacional.

Segundo a Microsoft, foi considerado três princípios para serem definidos os requisitos mínimos para garantir melhor experiência aos usuários que realizar a atualização do sistema operacional, sendo esses: confiabilidade; segurança e compatibilidade. Com base nos princípios da empresa desenvolvedora, veremos a seguir mais são os requisitos:

  • Processador: 1 gigahertz (GHz) ou mais rápido com 2, ou mais núcleos em um processador de 64 bits compatível, ou System on a Chip (SoC). O processador do seu computador será um fator principal para que a execução do Windows 11 funcione de maneira fluida. RAM: são exigidos ao menos 4 GB de RAM, se o seu computador tiver menos de 4 GB de memória, em alguns casos, há opções de atualização para obter mais memória RAM, para que assim ele atenda aos requisitos do Windows 11.

  • Armazenamento: o Windows 11 exige que os dispositivos tenham armazenamento de 64 GB ou mais. Também é possível consultar se o dispositivo dispõe da opção de atualizar a unidade de armazenamento para uma maior.

  • Firmware do sistema: UEFI (para Interface de Firmware Extensível Unificada, uma versão moderna do BIOS do computador) e inicialização segura. Por tanto, a Inicialização Segura só pode ser habilitada com a UEFI.

  • Placa gráfica: a placa gráfica exigida pelo novo sistema operacional deve ser compatível com DirectX 12 ou posterior com driver WDDM 2.0.

  • Tela: tela de alta definição (720p) com mais de 9 polegadas na diagonal, 8 bits por canal de cor. Se a tela for menor que 9”, a interface proposta pelo Windows 11 pode não estar totalmente visível ao usuário.

  • Conectividade: Windows 11 Home edition requer conectividade com a Internet e uma Conta da Microsoft para concluir a configuração do dispositivo em primeiro uso.

  • TPM: Trusted Platform Module (TPM) versão 2.0 também faz parte das exigências mínimas para o usuário que deseja atualizar para o Windows 11.


Como fazer a upgrade para o Windows 11?

O primeiro passo para atualizar do Windows 10 para o Windows 11, é preciso verificar se o seu computador atende todos os requisitos. Para realizar a verificação a Microsoft disponibilizou a nova versão do aplicativo PC Health, que fará a análise automaticamente.

Posteriormente, atestando a compatibilidade do computador com a nova versão do Windows, é necessário registrar-se no programa Windows Insider de modo a garantir a atualização de modo antecipado. Para isso, é necessário ir até: Configurações > Atualização e Segurança > Programa Windows Insider. Feito isso, será necessário vincular uma conta da Microsoft, após selecione a opção “canal de visualização de lançamentos”, após isso, basta confirmar e reiniciar o computador.

Após o computador ser reiniciado, vamos novamente até as Configurações > Atualização e Segurança e será exibido um novo card com a atualização para o Windows 11, basta clicar em download e seguir as instruções para instalação.

40 visualizações0 comentário